Dicas para um bom marketing pessoal – Oitava parte:

26 – Ferramentas do sucesso no Marketing pessoal:
Aparência, preparação e sorriso.
É contagiante e abre o coração das pessoas.

27 – O melhor Relacionamento é aquele que não prejudica alguém e que, quando utilizado, propicia o desenvolvimento de um relacionamento duradouro entre as partes. Se um dos lados levar vantagem, o outro irá sentir-se inferiorizado e tenderá a sair da relação. Isto diz respeito tanto ao relacionamento com a empresa, quanto com os companheiros de trabalho, com a família e os amigos.
Como foi dito, nos vendemos em diversas áreas de nossas vidas e uma delas é o trabalho.
Quando estamos trabalhando estamos vendendo nossa imagem como profissionais. Podemos passar confiabilidade, insegurança, sabedoria, experiência, enfim… uma série de coisas.
Para termos sucesso em nossa vida profissional, além da experiência e capacidade, precisamos saber lidar com as pessoas com as quais trabalhamos.
Ter um colega de trabalho otimista, organizado, confiável e que tenha disponibilidade é o sonho de qualquer pessoa e de qualquer “Chefe”.
Por isso, algumas atitudes precisam ser levadas em conta quando estamos em nosso ambiente de trabalho.
Seja otimista sem parecer bobo… Enxergue possibilidades que outros não estão vendo.

28 – Não seja um leva e trás. Você gosta de pessoas assim?

29 – Não seja humilde, você não ganhará nada com isto. Mas também não seja prepotente. Sei que a medida é delicada, mas ache a sua. Valorize seu trabalho sem parecer pedante ou prepotente. Por mais simples que ele possa parecer aos olhos dos outros, ele foi feito por alguém que entende do que está fazendo. Nunca diga que seu trabalho é muito fácil ou que qualquer um poderia fazer só para parecer “humilde”. Se qualquer um puder fazer seu trabalho, com certeza a empresa pensará duas vezes se a faxineira não seria uma boa opção…

30 – Dentro da empresa, conheça o expertise de cada um. Isto pode ajuda-lo bastante quando precisar de uma ajuda, um conselho. E por favor, não tenha medo de pedir conselhos. Mostre confiança no que faz. Faça o que faz com conhecimento de causa e se não souber tudo… não hesite em pedir ajuda. Pedir ajuda não é sinal de fraqueza… é sinal que você quer saber mais e que confia em outras pessoas.
Trabalhe em equipe e saiba valorizar o conhecimento de seus colegas. Tenha em mente que cada um pode contribuir de maneira positiva com aquilo que sabe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + 11 =