Abrir nossa mente às possibilidades

Antarctica - Estruturas depois do degelo
Antarctica – Estruturas depois do degelo

Que diferença faria na nossa vida saber que: “A neve derretida revela um antigo assentamento humano na Antártida?”

Aparentemente nada iria mudar, bem, inicialmente.
Sim, eu digo inicialmente, pois quando começamos a refletir sobre isso podemos concluir que há muito mais coisas que não sabemos e que podem afetar nossa vida mais diretamente.
Algumas dessas possibilidades pode ter impacto direto na nossa vida. Exemplo:
Será que não somos quem pensamos ser?
Será que temos mais potencialidades do que nos foi feito acreditar?
Se ela existir, como podemos acessar essa potencialidade?
Será que seres antes de nós deixaram algum legado que foi suprimido e poderá nos mostrar que somos mais do que pensamos ser?

Essa reportagem abaixo abre novas possibilidades:

Reportagem de SEAN MARTIN – PUBLICADO: 11:09, sexta, 9 de março de 2018 no jornal Daily and Saunday Express
https://www.express.co.uk/news/weird/929387/ancient-human-settlement-Antarctica-piri-reis-map

A neve derretida revela um antigo assentamento humano na Antártida?

Uma civilização antiga pode ter vivido na Antártica, afirmam alguns especialistas, depois que a neve derretida revelou estruturas feitas pelo homem sob o gelo.
Enquanto as camadas de gelo da Antártida continuam a derreter, os especialistas acreditam que a diminuição da neve está revelando uma verdade misteriosa sobre o Pólo Sul.

Imagens de satélite da NASA mostram um possível assentamento humano a cerca de 2,3 quilômetros abaixo da superfície gelada.
As imagens parecem mostrar marcas estranhas na neve que parecem fabricadas, e como se as estruturas estivessem ali.
A arqueóloga Ashoka Tripathi, do Departamento de Arqueologia da Universidade de Calcutá, acredita que as imagens são evidências de um antigo assentamento humano.

Ele disse: “Estas são claramente características de algum tipo de estrutura feita pelo homem, assemelhando-se a algum tipo de estrutura piramidal.
“Os padrões mostram claramente nada que devemos esperar das formações geomorfológicas naturais encontradas na natureza. Nós claramente temos aqui evidências de engenharia humana.
“O único problema é que essas fotos foram tiradas na Antártida sob 2 quilômetros de gelo. Essa é claramente a parte intrigante, não temos nenhuma explicação para isso no momento.
“Essas fotos refletem apenas uma pequena porção da massa total de terra da Antártida. Há possivelmente muitos outros sites adicionais que são cobertos com gelo.

“Isso apenas nos mostra como é fácil subestimar o tamanho e a escala dos assentamentos humanos passados.”
Uma teoria é que a Antártica nem sempre era tão fria e coberta de neve.
Um antigo mapa datado de 1500 parece mostrar o litoral da Antártida em detalhes sem precedentes.
O mapa foi creditado ao almirante turco Piri Reis e apropriadamente apelidado de Mapa de Piri Reis.

Talvez o item mais significativo no mapa seja a representação da Antártida – apesar da Antártida não ter sido oficialmente descoberta até 1773 pelo capitão James Cook.
Mas ainda mais desconcertante é que o mapa mostra o continente congelado muito mais oriental do que é hoje, e com menos cobertura de neve e gelo.
Apesar de vários estudos concluírem que a última vez que a Antártida poderia ter estado livre de gelo foi 4.000 aC, até mesmo o Esquadrão Técnico de Reconhecimento da Força Aérea dos Estados Unidos (SAC) acredita que o misterioso mapa “indica que o litoral foi mapeado antes de ser coberto pela calota de gelo ”
O historiador e cartógrafo da Universidade de Cambridge, Christopher Adam, disse: “Um dos mapas mais intrigantes da história é o do almirante turco Piri Reis em 1513 AD que mapeou com sucesso o litoral da Antártica há mais de 500 anos.

“O que é mais fascinante sobre este mapa é que ele mostra a costa da Antártica sem gelo. Como isso é possível quando imagens da costa subglacial da Antártida foram vistas pela primeira vez após o desenvolvimento do radar de penetração no solo em 1958?
“É possível que a Antártida nem sempre tenha sido coberta por uma tal camada de gelo? Isso pode ser uma evidência de que é uma possibilidade.
“Uma ligeira mudança no pólo ou deslocamento do eixo de rotação da Terra em tempos históricos é possivelmente a única explicação racional que vem à mente, mas precisamos, definitivamente, de mais pesquisas antes de chegarmos a qualquer conclusão.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − dois =