Sorte ou azar? – parte 2

Como mencionei no post anterior, o que faz com que nós não consigamos o que desejamos?  Será falta de sorte?  Eu não acredito.

Talvez sejam nossas crenças.  Crenças que impedem que aquilo que queremos aconteça, e muito provavelmente foram instaladas há muitos anos, há tanto tempo que até nos esquecemos delas.

Mas elas estão lá, trabalhando sem a nossa consciência nos momentos que menos desejamos. Medos, limitações, regras que nem ao menos criamos, mas aceitamos.

O grande segredo é nos conscientizarmos dessas crenças, mas é só nos conscientizarmos, não é para brigarmos com elas.  Temos que entendê-las e compreender porque elas estão lá, o que foi que as criou.

Se aceitarmos a possibilidade de que podemos nos reinventar e mudar nossa história, mudaremos os nossos conceitos e o nosso mundo, afinal a nossa realidade assumirá a forma que você der a ela.

Ao trabalharmos nossas crenças limitadoras teremos uma visão completamente diferente de nós mesmos, das pessoas e do mundo que nos cerca.

Vou dar um exemplo de crença.  “Eu não levo jeito para ser rico porque quem tem muito dinheiro é antipático”.  Será?  Quem disse que isso é verdade?  Será que você não conhece pessoas que tem muito dinheiro e são pessoas simpatissímas?  Pense em algumas pessoas que você conhece, que não tem tanto dinheiro e também são antipáticas.  Será que você não cresceu ouvindo isso porque tinha um parente que tinha muito dinheiro e TAMBÉM não se dava muito com a família?  E isso acabou virando uma verdade na sua infância e consequentemente você acredita nisso até hoje.

E porque isso me limita?  O que isso tem a ver com minha vida? Bom, se você se considera uma pessoa simpática, amável que se dá bem com todo mundo, o fato de ter muito dinheiro pode transformá-lo em alguém antipático e sem amigos.  Mas isso é totalmente inconsciente, tem lá uma voz que fica martelando o tempo todo, tão sutil que é quase um sussurro e como não estamos presentes, nem sequer notamos que essa voz acaba por nos sabotar.  Ou melhor, a falta de consciência faz que nos auto sabotemos.

Pense nisso…Até a próxima.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>